Campanha de vacinação anti-rábica por via parenteral por pessoal universitário em aldeias rurais da Turquia

JPEG - 41.7 kb
Nas aldeias rurais da Turquia os cães podem ser facilmente manipulados pelos donos e, portanto, estão acessíveis para vacinação parenteral

Nas zonas rurais da Turquia, a época das campanhas de vacinação anti-rábica é muito importante, pois no Verão as famílias trabalham no campo durante o dia e só regressam para as casas à noite. Para abranger o maior número possível de cães durante um período de tempo muito reduzido todas as noites, vários membros da faculdade de Veterinária da Universidade Adnan Menderes, em Aydin, participaram em campanhas de vacinação nas aldeias, para que muitos cães pudessem ser vacinados ao mesmo tempo. Para promover a campanha, solicitou-se ao imã que divulgasse a campanha na mesquita durante o serviço religioso de sexta-feira, que é o mais frequentado. Foram também afixados cartazes nas casas de chá. Foi instalado um centro de vacinação móvel (sobretudo junto das casas de chá) em cada aldeia e as pessoas deviam levar os cães, durante um período de 1 a 2 horas. A mesma equipe conseguia cobrir duas aldeias numa só noite. Todos os donos dos cães receberam um certificado de vacinação e a vacina foi aplicada gratuitamente. Estudos anteriores indicavam que os cães vadios eram relativamente raros nas aldeias rurais turcas e que, ao contrário do que ocorre nas áreas urbanas, a maior parte deles podia ser facilmente contida pelos seus donos. Assim, através desta campanha destinada à vacinação parenteral, conseguiu-se uma cobertura adequada dos cães das aldeias.

Foto gentilmente cedida por Ad Vos.




página anterior: Vacinação oral anti-rábica de cães por estudantes de veterinária na aldeia rural de Mindoro, nas Filipinas

página seguinte: Campanhas de vacinação oral e parenteral por estudantes e veterinários na zona urbana de Kusadasi, na Turquia





Página de abertura do sítio | Contacto | Planta do sítio |
Segunda versão; última atualização em julho de 2013