5.4.16. Quais os instrumentos de gestão da população canina atualmente recomendados?

Para assegurar a eficácia de um programa de gestão da população canina é necessário adotar uma combinação de abordagens. A elaboração de uma intervenção que inclua todas essas abordagens deve seguir uma fase inicial de avaliação e de análise da população canina local para garantir a adequação das abordagens

JPEG - 59.8 kb
Fotografia gentilmente cedida pelo «Serengeti Carnivore Disease Project»

Os componentes atualmente preconizados, além da vacinação anti-rábica incluem:

- A implementação de programas pedagógicos sobre a posse responsável de cães, que deverá melhorar o nível de proteção dos cães domésticos, contribuindo para um maior número de cães mais saudáveis e seguros (vacinados) que não são abandonados. O registo e a identificação dos cães servem também para estabelecer, formal e materialmente, a posse. Consultar aqui a legislação e as recomendações existentes relativas à identificação e ao registo dos cães. Os métodos geralmente utilizados para a identificação dos cães podem ser permanentes (por exemplo, microchips e tatuagens) ou temporários (por exemplo, coleiras e marcas) e estão descritos aqui e aqui.

- As medidas legislativas (por exemplo, medidas para manter os cães presos, legislação relativa ao abandono, registro obrigatório, identificação e vacinação anti-rábica regular, etc.), que pode encontrar na seção sobre a legislação.

- A intervenção destinada ao controle da reprodução canina. As técnicas atualmente recomendadas para o controle reprodutivo são a esterilização cirúrgica, que exige pessoal qualificado, infra-estruturas e equipamento (enumerado aqui ) além da anestesia apropriada e do tratamento da dor. Atualmente está em curso investigação para desenvolver métodos seguros e eficazes para esterilização química ou contracepção. Para obter informações sobre os métodos não cirúrgicos para o controle da reprodução de cães e gatos, clicar aqui, e para obter informações específicas sobre a castração química, clicar aqui. Um método não invasivo e pouco oneroso consiste no isolamento das cadelas no período do cio, que pode ser aplicado pelos donos dos cães se forem instruídos nesse sentido. Aliadas à esterilização, podem ser administradas vacinas adicionais e anti-parasitários, para melhorar a saúde dos cães, pois os donos têm todo o interesse nessa intervenção. Por outro lado, o cão passa a ser mais valorizado, diminuindo a possibilidade de abandono e a rotatividade da população, através do aumento da esperança de vida.

JPEG - 55.1 kb

- Remoção dos cães não desejados para realojamento. As necessidades de abertura de centros de realojamento devem ser cuidadosamente avaliadas e, no caso de ser necessário um centro de realojamento numa determinada área, tanto a sua construção como a gestão devem obedecer às orientações publicadas, indicadas aqui e aqui. Em alternativa aos centros de realojamento, foram criadas, com sucesso, redes de casas de acolhimento, com a participação de voluntários dedicados, em algumas regiões da Ásia, conforme descrito aqui. Aeutanásia pode ser necessária no caso de cães que não se adaptem ao realojamento nem possam ser devolvidos à comunidade devido a problemas de saúde ou de comportamento. A eutanásia só trata os sintomas de um problema de gestão da população e não as suas causas, por isso deve ser sempre utilizada em articulação com outras abordagens, e nunca isoladamente. Tal como foi referido acima, na seção sobre o abate, a eutanásia deve sempre ser realizada de modo humano.

- O controle do habitat. As zonas que não dispõem de instalações adequadas para eliminação de resíduos tendem especialmente a atrair grandes populações de cães vadios. Nas zonas específicas em que os animais não são desejados (por exemplo, escolas e hospitais), o acesso pode ser restringido através da aplicação de medidas, como a presença de caixotes de lixo à prova de animais, recolhimento regular dos lixos e instruções para prevenir o fornecimento deliberado de alimentação aos animais, bem como a eliminação inadequada dos resíduos. A abertura de novas instalações que possam fornecer recursos importantes, como os matadouros, deve prever regulamentação para controle da eliminação de resíduos. Qualquer alteração significativa ao acesso a estes recursos deve ser feita com cuidado para assegurar que os cães não fiquem privados de alimentos, o que poderia conduzir a uma maior movimentação dos animais, estimulando o aumento da competição e agressão por causa dos alimentos e, por último, à inanição dos cães. Em geral, qualquer mudança no habitat deve ser localizada, o seu impacto sobre a população canina deve ser monitorado e as grandes alterações do habitat não devem servir como um método de gestão da população.

JPEG - 69.3 kb

WSPA = Sociedade Mundial de Protecção Animal

WSPA = World Society for the Protection of Animals




página anterior: 5.4.15. A remoção dos cães deve integrar as campanhas de vacinação contra a raiva?

página seguinte: 5.4.17. O nosso programa foi eficaz e erradicamos a raiva canina de uma determinada zona. Como manter essa zona indene de raiva?






Página de abertura do sítio | Contacto | Planta do sítio |
Segunda versão; última atualização em julho de 2013