5.2.5. Quais os materiais e os equipamentos necessários para o diagnóstico laboratorial da raiva realizado pelo teste de imunofluorescência?

- Equipamento:

  • Mobiliário de laboratório (bancadas de trabalho, cubículos, cadeiras, estantes, etc)
  • Instrumentos para a autópsia (bisturis, serras de ossos, tesouras, facas, pinças)
  • Esterilizadores e/ou autoclaves
  • Recipientes para armazenamento das amostras
  • Recipientes para enxaguar depois da coloração
  • Frigorífico
  • Congelador (-20°C)
  • Pipetas e pontas
  • Microscópio de fluorescência
  • Lâminas para microscópios não fluorescentes
  • Incubadora (37°C) – pode não ser necessária em países tropicais
  • Livro e/ou formulários para apresentação do relatório do diagnóstico, de acordo com as orientações nacionais ou regionais.

- Vestuário de proteção do pessoal: vestuário de laboratório (aventais), botas e luvas de borracha, luvas descartáveis, máscaras
- Produtos químicos

  • Acetona
  • Água destilada ou com elevado grau de purificação
  • Amostras de cérebro positivas e negativas para os controles
  • Anticorpos anti-raiva conjugados com FITC [1]
  • Solução salina isotônica tamponada com fosfato (PBS), com um pH entre 7,4 e 7,6 (tampão de fosfato, 0,01 M, pH 7,4, com NaCl [2] 0,138 M e KCl [3] 0,0027 M)
  • Óleo de imersão

Para obter informações mais detalhadas sobre o equipamento, os reagentes e os protocolos para o diagnóstico da raiva pelo teste de imunofluorescência, clicar aqui.

JPEG - 49.6 kb
Fotografia gentilmente cedida pelo «Serengeti Carnivore Disease Project»

[1] Isotiocianato de fluoresceína

[2] Cloreto de sódio

[3] Cloreto de potássio




página anterior: 5.2.4. Quais os materiais mínimos necessários para o pessoal de vigilância a campo?

página seguinte: 5.2.6. Que fazer se não houver um microscópio de fluorescência no meu laboratório?






Página de abertura do sítio | Contacto | Planta do sítio |
Segunda versão; última atualização em julho de 2013